12 de out de 2010

Falso moralismo no esporte

Nota: O Post representa a minha opnião pessoal e não necessariamente a de todos os membros da equipe do Orlando Magic Brasil.

Ontem estava assistindo o jogo amistoso da Seleção Brasileira de futebol contra a Ucrânia, eis que o Alexandre Pato faz um gol e comemora como se estivesse dando tiro, fazendo menção a ser matador, como o disse o energumeno narrador da emissora mais suja e manipuladora da história mundial eis que ele solta a frase: "...Não precisa sai dando tiro em ninguém...".


Veja a tal frase aos 40 segundos do video.

Pois é, acho que apoiar a ditadura militar e manipulação de informação por interesse político é pior do que fazer menção a ser um "matador", ainda mais sendo de bolas, que é o trabalho de um atacante. (Não é TV Globo?)

Mais uma coisa sobre esse jogo que eu tenho a dizer é a não convocação do Neymar como castigo por ter agido mal. Fora a tal não convocação, ele pediu desculpas em uma coletiva, sofreu punição do Santos e foi esculaxado por imprensa, técnicos brasileiros e por diversas pessoas na internet.

Desde que tudo isso ocorreu, vem circulando a informação de que ele está sendo mais "educado" durante os jogos, até reclamando menos de faltas.

E as coisas estão ficando piores, nem a pouca idade dele é justificativa mais, se alguém fala "Mas ele só tem 18 anos, é normal um pouco de imaturidade" então alguém retruca "18 anos já deve ter consciência das coisas", mas se é o filho da pessoa, dai pode, a justificativa fica tipo isso:
"Meu filho é novo, é normal que faça cagada com 18 anos, ele só mato, esquartejo e oculto o corpo dessa empregada doméstica que luta pra sobreviver e sustentar seus 4 filhos porque ele achou que fosse uma prostituta, e prostitutas merecem a morte, claro".

-------
Quando li o post "Os caras maus" no blog Bola Presa vi que na NBA o negócio tá pior.

Ainda lembro bem da época em que o Indiana Pacers estava com dificuldades de negociar o Ron Artest por causa de seu "temperamento" e mais atualmente de ninguém contratar o Stephon Marbury porque ele fumou maconha (Oh Meu Deus! Um maconheiro!)

Parece-me que não importa simplesmente a qualidade do jogador, mas sim seu comportamento pessoal, se ele anda armado, se vai em baladas gays, se bate uma punhetinha ou sai com prostitutas.

É tipo você ser de Curitiba e não conseguir emprego porque frequenta o Millenium Disco Club [Fotos do local no blog Bobagento]

Enfim, acho que ficou um post imenso, mas não tenha preguiça de ler.
Pra finalizar uns videozinhos, um do Neymar e um do Stephon Marbury.

Obs: Eu não frequento o Millenium [Bonus: Millenium Facts, também do Bobagento]



Não tenho culpa da qualidade do video do Marbury, é daqueles Mix antigos que nem existia HD no YouTube.

Nenhum comentário: